PROMOÇÃO Em breve teremos promoções! AGUARDEM e fiquem ligados!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Vítimas de pedofilia pedem que funcionários de igrejas denunciem culpados

Samuel Rodrigues  |  at  14:30  |  ,  |  No comments


O objetivo é reforçar a denúncia movida contra o papa Bento XVI no Tribunal Penal Internacional (TPI), por crimes contra a Humanidade.

Um grupo de vítimas de religiosos pedófilos pediu nesta terça-feira, em Roma, que os funcionários de igrejas católicas de todo o mundo denunciem os culpados, a fim de reforçar a denúncia movida contra o pontífice no Tribunal Penal Internacional (TPI), por crimes contra a Humanidade.

"Faço um chamado a todos os que trabalham no Vaticano. Faço um pedido especial aos funcionários e ex-funcionários de igrejas, para que contribuam com provas", pediu Vincent Warren, da ONG americana Center for Constitutional Rights (CCR), durante uma entrevista coletiva.

"As dioceses de todo o mundo recolheram muitas provas, e costumam enviá-las a Roma. Dizem que têm dados de 4 mil casos. Mas o que fizeram com eles? Têm que ser enviados a agentes responsáveis pela ordem pública", assinalou Peter Isely, um dos fundadores da associação americana de vítimas de pedofilia Snap.

O grupo apresentou ao TPI, no último dia 13, uma demanda contra o Papa e outras três autoridades da Igreja Católica, por crimes contra a Humanidade. Elas são acusadas de terem "tolerado e encoberto sistematicamente", por décadas, crimes sexuais contra crianças de todo o mundo.

Os advogados das vítimas, presentes à entrevista coletiva, rechaçaram o argumento de que o TPI não pode julgar a autoridade máxima da Igreja.

Segundo especialistas, trata-se de uma movimentação simbólica, já que não se trata de uma acusação, e sim de um relatório ou "comunicação".

O promotor do TPI só pode iniciar uma investigação a pedido de um Estado que tenha ratificado o Estatuto de Roma (com o qual foi fundado o TPI, o que não é o caso do Vaticano), do Conselho de Segurança da ONU ou por iniciativa própria. O tribunal não investiga pessoas, e sim, crimes.

"Pode ser que a nossa denúncia não dê em nada, mas não será porque o TPI não é competente", disse o advogado da CCR Pam Spees.

Uma série de revelações de abusos sexuais de menores envolvendo religiosos em vários países, entre eles Grã-Bretanha e Irlanda, gerou, no fim de 2009, um escândalo mundial. O Papa reconheceu a responsabilidade da Igreja e expressou "vergonha".

Após pedir perdão em nome da Igreja, o pontífice prometeu aplicar a tolerância zero contra os pedófilos, e pediu aos bispos do mundo inteiro que colaborem plenamente com as instâncias penais. A Snap, no entanto, não acredita nesse desejo de transparência e justiça.

Fonte: Jornal do Brasil

Gospel Channel Brasil/SMK Company

Em nossas páginas você encontra notícias sobre variados assuntos e ainda pode ler as melhores colunas do meio evangélico. Entre e contato conosco através do e-mail: gospelchannel@globomail.com para publicação de matérias, críticas, propostas e até mesmo dicas. Direção Geral: Samuel Rodrigues

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Google+

    Popular Posts

Recentes...

© 2008-2014 SMK Company | Gospel Channel. WP Mythemeshop Converted by Bloggertheme9
Blogger Template. Powered by Blogger.